« Home | Cabelos, cabelos, meus. » | E antes que eu me esqueça: » | Tirando a poeira » | .... » | Imbelicidades da Semana » | Sem... » | A volta do que não foi » | Uma nova condição? » | Defeitos que nem sempre são qualidades. » | Possibilidades »

Começo, meio e fim.

Era bom ter controle das coisas, saber o que sente, como se sente e por quem você sente. Mas depois, você sente que falta algo, sente falta de perder o controle.
Sem pensar, você se deixa levar pelo gesto inesperado, a conversa agradavél, o sorriso, o beijo. E quando você percebe, já não a 'garota moderna', você é apenas uma garota sem o controle das coisas.
Um misto de sentimentos, do presente, do passado tomam conta de você. É tudo muito confuso e muito bom. Então, sem mais nem menos, tanto acontece o que você queria que não acontecesse, é lágrima querendo rolar, o aperto no coração.
Agora você não quer mais nada, porque simplesmente é o fim.


[Ouvindo: Beck - Everybody Gotta Learn Sometimes]

aí eu te digo: bem vinda ao clube. ser moderna não serve pra nada. já me convenci disso. perda de tempo.

A vida realmente as vezes é uma merda.

só às vez. a maioria do tempo não. ;]

Ahá!

Postar um comentário